O dia a dia

IMG_9461IMG_9463628x471IMG_9471IMG_9479IMG_9658IMG_9650IMG_9662IMG_9654IMG_9656IMG_9476IMG_9483IMG_9484

Moramos em San Bruno. Uma cidade (ou bairro com prefeito), onde fica localizado o aeroporto de San Francisco. É como um bairro relativamente distante. As divisões administrativas fazem com que tenhamos um prefeito, polícia própria e tudo o mais. Mas faz parte da Bay Area, tem shopping  e vida interna. Mas é ligada e dependente de San Francisco e de todo o ecossistema da Bay Area.

 

Meu dia a dia? Acordamos, tomamos café. Caminho até a estação do Bart (8 min de caminhada). Lá pego o metrô quase imediatamente e desço 27 minutos depois na estação Embarcadero. Da estação passo num posto de bicicletas e pedalo até o posto de devolução, pertinho da Escola. Esse sistema de aluguel de bicicletas (Bay Area Bike Share http://bayareabikeshare.com) é bem legal. Tem várias estações na cidade. Você pega em uma e devolve em outra qualquer. Para ser membro, paga-se uma taxa de US$ 88.00 por ano. Poderia levar um bike no metrô também, mas esse sistema é mais cômodo para mim.

 

O bom é que essa pedalada (de 6 minutos) passa por uma sequência de lugares bem bonitos, como o Ferry Building, um parque, a beira-mar (Beira Baía, no caso), o local da America`s Cup e a pracinha da sede da Levi`s. Que é muito legal.

IMG_9496

Os problemas possíveis no sistema da bike são dois: não ter bicicletas na estação certa, para pegar, ou ter todas as bicicletas ocupando os lugares, na de devolver. Nunca cheguei numa estação para não ter bicicletas. Mas o segundo caso já me aconteceu algumas vezes. Ou espero que alguém venha e pegue uma bike, abrindo vaga, ou pedalo até outra estação. De qualquer forma, dá para ver por um aplicativo, na hora (foto abaixo), como estão as estações de bikes, quantas tem disponíveis em cada etc.

foto

Levo o almoço para a escola, e esquento lá num microondas. Ou saio às vezes com o pessoal para almoçar. Na volta, o mesmo esquema de bike-metrô-caminhadinha. A maioria dos colegas mora mais perto, mas com família, mas era o jeito ir mais longe para ter mais conforto e espaço. Os que têm familia também fizeram isso.

 

Essa vida tá bem sustentável. Minha pegada de carbono tá bem menor. Não vou mentir que às vezes dá uma preguicinha. Mas é bom.