Sociedade perfeita? Sociedade Modelo? Não! E tem a FoxNews

Não. Nem uma coisa nem outra. Mas, com muita coisa para servir de exemplo. Para o bem (sigamos) e para o mal (evitemos)!

 

Não cabe aqui o estereótipo do americano rico e ignorante. Existem, como existem em todas as culturas. Mas a média de educação superior é altíssima. E pelo que experimento, nas aulas se questionam muito. Se comparam, se analisam. Há uma produção criativa e crítica ao que consideram errado na sociedade. Há um sentimento de que as empresas (Corporate America) têm poder exagerado. Há a ideia de que o governo, mesmo o poderoso governo americano se curva ante o poder corporativo. Há um blog, o Huffington Post, brilhante em suas análises e opiniões (não todas, claro).

 

 

Há um estímulo à doação, à caridade, por todos os lados. As empresas se esforçam para parecerem socialmente responsáveis. E divulgam isso. Raro o evento que não chama para algum tipo de ação caritativa.

 

Mas, tem um lado negro. Um sentimento de culpa latente. Algo inexplicável, que até estimula essa propensão à caridade como alívio dessa culpa.

 

 

Convive aqui  um outro país que acha que toda e qualquer ação governamental é absurda, intervencionista. Isso não é novidade, acredito, para quem lê o noticiário. Mas estar aqui é vivenciar essa contradição. Ver um canal de TV chamado FOX News é ter contato com a direita mais raivosa e aparentemente irracional, pior que a Veja, se é que dá para comparar.

 

A extrema direita aqui, o Tea Party, Fox News, e alas do GOP (partido Republicano, ou Great Old Party, como chamam), entendem que o estado é ineficiente por natureza, e que toda ação social, se é que deve existir, deve ser voluntária e não imposta. A construção da ideia se dá de forma até parecida com o que a nossa direita proclama no Brasil, mas de forma mais feroz. Menos impostos e menos regulação = mais liberdade às empresas = mais crescimento = mais empregos. Entendem que o mercado é perfeito, e mesmo para a evidente culpa dos mercados na crise de 2008, acham um viés do estado e a ele atribuem culpa (neste caso, são as empresas federais de hipotecas –Fannie Mae e Freddie Mac). Criam teorias absurdas e encontram na Fox News um poderoso meio de divulgação dessas ideias. E assim como vemos Brasília, vêem Washington.

 

Essa ideia, apesar de combatida, permeia a sociedade. O que, apesar de todas as vantagens, gera uma sensação de insegurança em relação aos que falham e aos fracos. Estes deverão sempre depender de iniciativas individuais, próprias ou de outros, e nunca da sociedade. Isso chega ao extremo na saúde pública. Que será motivo de outro post.

 

Em outras palavras, se eu falhar, não devo esperar da sociedade (do estado) uma ajuda. Todos os “taxpayers” não podem se responsabilizar por minha ineficiência ou fraqueza. Apenas os que querem, os que desejam. E que para esse fim doam ou se organizam em iniciativas sociais. Dizem que foi assim que o modelo americano obteve o sucesso e mérito, e é assim que deve ser. É assim que a HateTV (Fox News em minha livre acepção) entende. E apela para os mais absurdos argumentos.

 

Voltarei muitas vezes a esse tema. Ele fascina.

 

“Não sei como é que foi… só sei que é assim” (Chicó).

 

1267562432-fox-news-fail-11648-1267545364-34_width_600x fox-news-fail-at-math-glenn-beck-bill-orielly-rasmussen-report-poll-global-warming_width_600x slide_6687_88995_large_fullsize_width_600x

Posted by

Permalink 2 Comments

2 responses to “Sociedade perfeita? Sociedade Modelo? Não! E tem a FoxNews

  1. Carlos Sérgio

    Apesar de não compartilhar das ideias republicanas, acho que elas contribuiram, e muito, para o sucesso dos EUA. Como em tudo na vida o ideal está no equilíbrio, essa cultura evitou os excessos que temos aqui no Brasil, onde bandido tem mais direito que o cidadão, discute-se desarmar a polícia, depois de desarmar o cidadão (apesar dos bandidos estarem cada vez mais armados) e 90%, ou mais, do que chama-se “trabalho” não produz nada além de burocracia.

  2. DANIEL HELIENIO SILVA

    “Não sei como é que foi… só sei que é assim” (Chicó).

    e assim sempre será…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *