Tudo muito rápido… a propaganda de seguros na vida real

IMG_8847No dia seguinte ao domingo das visitas a algumas revendas de carros, recebo telefonemas indicando que o modelo que queria estaria disponível e me pedem para marcar um horário. Marquei no dia posterior, na revenda.

A segunda pós domingo no parque e IKEA foi improdutiva. Comparando com a atividade dos outros dias, pouco foi feito. Mas o organismo e a mente precisavam desse descanso.

Na hora marcada, chego na revenda. Conto a história (vim aqui no domingo, na segunda me ligaram marcando para hoje etc). O gerente (iraniano) vem me receber e indica um vendedor (russo) para buscar o carro. Ela vai e não acha. Mas se oferece para mostrar outros modelos. Desta vez, estava com Daniela. Ele mostra, mostra. Gostamos de um. Ele diz que o preço que está indicado pode ser descontado dependendo da nossa oferta. Fazemos test drive. Com ele no banco de trás. Digo que vou fazer uma oferta 5% menor. Havia pesquisado online. Tava bom. Ele diz que posso oferecer o que quiser. Ofereço bem menos (15%). O gerente não aceita. Negociamos. 12% menos. Aceita.

Fechamos. Acho que no nosso Brasil pagaria pelo menos o dobro no modelo de carro que compramos. Um Toyota Matrix (estou na Matrix) com bom valor de revenda. 2010.

Mas o melhor foi a rapidez do processo. Preenchemos papéis, dados, endereço. Fomos ao Banco e pegamos um cheque administrativo. E por telefone fizemos o seguro.

Por não termos carteira de motorista dos EUA, o seguro ficou caro. Mas cairá à metade assim que a obtivermos. Estava em nossos planos tirar carteira assim que chegássemos, mas outras necessidades se impuseram.

Combinamos com o cara da seguradora que em um mês tiraríamos carteira. O DMV (Detran local) aceita nossa carteira do Brasil. Por tempo limitado. Assim que tirar, cancelo o seguro e faço outro mais barato. Estou pagando por mês.

Em duas horas no máximo, após a compra do carro, saímos já dirigindo nele. Lembrei de uma propaganda da seguros no Brasil, em que o cara contava o processo de receber o seguro como quem narra um acidente de carro. “Foi tudo muito rápido”. Inacreditavelmente rápido, para quem está acostumado a uma burocracia às vezes irracional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *