As escolas

No dia seguinte, fomos ao distrito educacional de San Bruno, onde fomos muito bem atendidos, e direcionados para a primeira escola, a da Aninha. Nossa ideia era pedir para ser matriculada em outra, melhor ranqueada, mas um pouco mais distante. Porém chegamos na escola indicada. Muito bonita, bem localizada, bem cuidada. Uma vista boa para o mar e campos amplos de educação física e parquinhos.

Chegando na recepção, uma recepção atenciosa e um atendimento espetacular, pelo próprio diretor (The Principal). Olham os documentos, checam a vacinação e o comprovante de endereço. Tudo perfeito. Em princípio, até achei que teria, como me disseram, que vacinar de novo contra tuberculose, mas não precisou. O diretor fez questão de dizer que fazi tudo para facilitar e não pedir nada que não fosse essencial. Não tive coragem de mudar para outra escola. Ele pediu para andarmos por lá, à vontade. Conversamos com a provável futura professora dela. A sala de aula, linda e estruturada, com computadores e tudo. Na hora, também identificaram outros alunos que falam português, caso ela precise. E disseram que ela vai ter reforço especializado de aulas de inglês para a idade dela. Tudo grátis, pelo sistema educacional da Califórnia.

Na escola do Léo, a mesma coisa. É outra, pela idade dele. Ótima recepção. Ótima impressão. Ótimo atendimento e profissionalismo. Também não precisou de vacina ou documento extra. O que levamos, já sabíamos pela pesquisa, deu certo. Ele também terá aulas de reforço de inglês.

Em breve, encontro com os pais e mestres. E o primeiro dia de aula.

Mais um passo, graças a Deus, cumprido.

One response to “As escolas

  1. gloria guará tavares

    Lembro do Dudu dizendo na despedida na casa de vcs “Só vou descansar quando achar as escolas”
    Bom descanso, Dudu…Descanso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *