Por que “Família Atlântica”

Somos um casal, Daniela e Eduardo, com um casal de filhos, Leonardo e Ana Luíza. Léo tem hoje 11 anos. Aninha tem 6. E Anakin, nosso cãopanheiro, é um maltês branquinho que em 8 meses de vida se tornou um fiel e querido membro da família. Que irá conosco (faremos de tudo para ele ir) nesta empreitada.

Somos cearenses, atlânticos. Não tanto de ir à praia – que até vamos. Mas de tanto contemplá-la e vivenciá-la de diversos pontos de nossa cidade. Que respira a existência do mar, mesmo sem que se necessite por os pés nele. Em Fortaleza, o mar está nos restaurantes, na musica, na corridinha para se ficar em forma, nas piscinas de clubes das quais o contemplamos. No Beach Park que tem nele sua razão. Nos cartões postais, nos hotéis, em tudo o que se mostra da cidade aos olhos externos. Olhos que  pensam, muitas vezes que nós, que aqui moramos, vivemos na praia.

Vivemos a praia, sim. Constantemente. Mas não NA praia.

 

Eu venho das dunas brancas
Onde eu queria ficar
Deitando os olhos cansados
Por onde a vista alcançar
Dunas Brancas –  Ednardo

 

Posted by

Permalink 2 Comments

2 responses to “Por que “Família Atlântica”

  1. Tatiana

    Tenho certeza que será uma experiência maravilhosa, desejo tudo de bom à essa família linda e muito querida cuja trajetória tenho o privilégio de acompanhar de perto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *